Endereço: Rua Pamplona, n°145, cj.704 , Jardim Paulista,

Fale Conosco: (11) 3214-2953

(11) 94941-8374

Desenvolvimento de um teste de acentuação de palavras em português para predição de desempenho cognitivo

Gislaine GIL1, Regina Miksian MAGALDI1, Alexandre Leopold BUSSE1, Elyse Soares RIBEIRO1,2, Sonia Maria Dozzi BRUCKI3, Mônica Sanches YASSUDA3,4, Wilson JACOB-FILHO1, Daniel APOLINARIO1

1Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Clínica Médica, Disciplina de Geriatria, São Paulo SP, Brasil; 2Hospital das Clínicas, Divisão de Psicologia, São Paulo SP, Brasil; 3Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina, Departamento de Neurologia, Grupo de Neurologia Cognitiva e Comportamental, São Paulo SP, Brasil; 4Universidade de São Paulo, Escola de Artes, Ciências e Humanidades, São Paulo SP, Brasil.

RESUMO

O Teste de Acentuação de Palavras (TAP) tem sido utilizado para predizer inteligência pré-mórbida e desempenho cognitivo em populações de língua espanhola. Requer que os sujeitos leiam uma lista de palavras sem os sinais gráficos de acentuação que indicam a sílaba tônica.

Objetivo: Como a pronúncia da língua portuguesa também é fortemente baseada em acentos gráficos, nosso objetivo foi desenvolver uma versão brasileira do TAP.

Métodos: Um conjunto inicial de 60 itens foi construído e uma versão final de 40 itens (denominada TAP-Br) foi derivada por teoria da resposta ao item. Uma amostra de 206 idosos foi submetida ao TAP-Br e a uma bateria neuropsicológica padronizada. Registros de pontuação independentes foram realizados por dois observadores em uma subamostra de 58 participantes aleatórios.

Resultados: Os itens apresentaram moderada a alta discriminação (? entre 0,93 e 25,04) e abrangeram uma ampla gama de dificuldades (? entre -2,07 e 1,40). O TAP-Br apresentou excelente consistência interna (Fórmula de Kuder-Richardson 20 = 0,95) e confiabilidade inter-examinador (Coeficiente de Correlação Intraclasse = 0,92). O escore do TAP-Br explicou 61% da variância do desempenho cognitivo global.

Conclusão: Uma versão do TAP para as populações de língua portuguesa foi desenvolvida e mostrou-se uma ferramenta útil para estimar desempenho cognitivo.

Palavras-chave: Testes neuropsicológicos, inteligência, idosos.

Acesse na íntegra:

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-282X2019000800560&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt